O Enzo e "O Lenço"

Era uma vez um menino chamado Enzo. Ele estudava na Lasquinha de Gente, no Jardim I da professora Pamella. Um belo dia, Enzo levou para casa o livro "O Lenço", da autora Patricia Auerbach. Só que esse é um livro um pouco diferente! Nele, só existem ilustrações! O Enzo não perdeu tempo e pediu ajuda ao seu avô para escrever uma história que encaixasse nos desenhos. E foi isso que aconteceu. Enzo criou a história, seu avô digitou e agora todo mundo pode ler o livro com as duas histórias misturadas, a do Enzo e a da Patricia!

 

 

"O LENÇO"
por Enzo de Freitas Cantusio

Era uma vez uma menininha que queria brincar, não achava nada, foi no banheiro, mexeu em todas as gavetas e na última gaveta encontrou um pano vermelho. Ela ficou deitada mordendo o pano vermelho, aí ela não estava mais com vontade de morder, tirou o pano da boca e ficou deitada fingindo que o pano era travesseiro. Não gostou da ideia, colocou o pano em cima das costas como se fosse uma cobertinha, levantou as pernas e colocou a mão nas bochechas. Ela ficou com sono, mas não dormiu. Colocou a coberta no colo, ficou sentada e começou a contar. 
Não gostou de nenhuma das ideias, subiu na cadeira com o pano e colocou ele no encosto, todo enrolado. Desceu da cadeira e colocou o pano na cabeça. Pegou uma flor, colocou na cabeça também, pegou outro monte de flores e queria brincar, mas não tinha ninguém para brincar.
Pensou muito e aí achou uma brincadeira legal, que foi fingir que o pano era um nenê. Ela não gostou de brincar com o nenê e o pano virou um cachorro. Levou seu cachorro para passear e depois para a casinha dele. Também não gostou dessa brincadeira e foi brincar de médica. Colocou o pano de gravatinha no seu ursinho e pegou sua maletinha, fingindo que seu ursinho estava dodói. Concordou com a sua ideia que estava pensando em brincar de pirata e o pano virou a vela do barco. Depois, o pano virou uma cabana. Ela estava entrando na cabana, quando sua cabeça bateu no pano e ele caiu. A menina teve a ótima ideia de fazer um fantasma com o pano. Mais tarde, ela gostou de uma nova ideia, que foi brincar de rainha. Colocou sua coroa na cabeça e o pano virou uma capa. A última brincadeira que ela inventou foi fazer uma roupinha com o pano. Fim.

 

                            

                            

© 2015 - Colégio Asther - Todos os direitos reservados.